segunda-feira, 28 de abril de 2008

:: Serenity ::


"... E o Deus de toda a graça, que em Cristo Jesus vos chamou à sua eterna glória, depois de haverdes sofrido um pouco, Ele mesmo vos aperfeiçoará, confirmará, fortificará e fortalecerá." 1Pe. 5:10

Ontem fui impactado mais uma vez por perceber a clareza e a simplicidade com que o Bíblia fala com o coração do homem.
Atualmente, percebemos que não poucos cidadãos, crentes ou não, estão "inertes" no que diz respeito a caminhada de suas vidas. Quer seja no âmbito religiosos, social ou qualquer outro, há uma comodidade preguiçosa geral que proporciona a muito a sensação de que tudo está bem e que num precisa mudar.
Lendo esse texto percebo algumas verdades. Verdades essas que foram despertadas pela homilia de um pregador com um sotaque meio "portunhol" e com um sorriso engraçado.
Deus não tem em sua essência o atributo da mentira ou mesmo do esqueciemento. Uma vez falado, profetizado, dito, acontece. Sua palavra é única e não volta atrás. Temos que crer em suas palavras pelo que Ele é. Tiago já afirmara isso quando diz "..que Nele não há mudança e nem sombra de variação." (Tg.1:17)
O início desse texto é marcado por uma afirmação sob a qual Ele nos chamou para sua eterna glória, e isso em Cristo Jesus, e uma vez chamados, nada pode revogar tal chamado, uma vez salvo, salvo para sempre. Mas pelo fato de nossa natureza terrena, pecaminosa e decaída (descedente de Adão), estar presente em nossa essência, passamos por um processo de sofrimento. Sofrimento este que é o de estar distante da comunhão inicial com o Criador, mas ainda bem que é o próprio Deus quem fala que esse sofrimento é passageiro, dura pouco, como pouca é a nossa vida terrena.
Para os eleitos esse parco tempo aqui de sofrimento, mesmo indiferente a todos fatores externos que possam querer expressar o contrário, antecede o cumprimento de uma promessa marcante, que diz que o dia chegará onde estaremos juntos dEle, desfrutando de todas as promessas a nós proferidas.
O proprio Pai da Luzes (Tg. 1:17) é quem trata de nos fortalecer, confirmar e aperfeiçoar neste mundo para poder afirmar em nossos corações o seu irresistível chamado. O aperfeiçoamento, que aqui se refere a um ajuste ao que outrora estava certo, gera uma confirmação de que somos filhos e a fortificação da nossa fé nos fará fortes para enfrentarmos as lutas do tempo presente. Para assim, enfim, recebermos de sua preciosa mão a certeza da vida eterna e o triunfo por uma vida perseverante.
"... a Ele seja a glória e o poder, para todo o sempre. Amém!"

terça-feira, 1 de abril de 2008

- God is the Gospel -


Tenho refletido... e na realidade gasto um considerável tempo sendo "perturbado" pela inquietação do Espírito de Jah sobre a realidade que temos vivido e que tenho visto ao meu redor.
O fator positivo que essa inquietação me permite ver é que minhas convicções são extremamente fortificadas a cada novo momento... e uma nova inquietude surge ao pensar no que posso oferecer para a mudança do quadro q vejo ao meu redor.
Lendo um livro, percebi o quanto a humanidade está cada vez mais distante do Evangelho, e consequentemente do Deus do Evangelho e do Deus que é o Evangelho. Valores invertidos, princípios abalados, fé sem fundamentação bíblica e sem conhecimento do Deus da história... a crise atingiu a espiritualidade...
Como diria o velho sábio: - Tudo é vaidade!
-E isso q tenho visto e percebido na vida pós-moderna.
Falta de propósitos, convicções e amor ao Evangelho.
Não esse evangelho triunfalista e capitalista que vem sendo pregado nos templos babilônicos por aí, mas sim o Evangelho, aquele que reflete o próprio caráter de Deus, o Evangelho que coloca o pecador em confronto com seu pecado e o faz depender de Cristo a cada dia mais.
A superficialidade da fé e da experiência de vida cristã estão tomando conta de muitos, a frieza abala até mesmo aqueles corações outrora fervorosos, os cegos estão cada vez mais guiando cegos...
Tenho pensado sobre o Evangelho, o Deus do Evangelho e sobre o Evangelho do Senhor, aquele que salva, que traz paz, que ajuda a caminhar, que mostra Cristo como Messias, Senhor, Salvador e apresenta o Espírito como algo além de uma simples experiência fervorosa...
Tenho pensado sobre Deus... sobre Deus!!!