segunda-feira, 4 de agosto de 2008

E agora?? Como viveremos??

Youth of the Nation - P.O.D.

"É o último dia do resto da minha vida
eu queria não saber disso
porque eu não dei um beijo de despedida na minha mãe
não disse pra ela o quanto eu a amo e a estimo
e nem agradeci meu pai pelas conversas e toda a sabedoria que nós trocamos

sem saber eu fiz o que sempre faço
todo dia a mesma rotina
antes de pegar o skate e ir para a escola
mas quem saberia que esse dia não seria como os outros?
em vez de uma prova
eu tomei 2 tiros no peito

pode me chamar de cego mas eu não vi
vi todos correndo
mas não ouvi nada
apenas tiros, foi tudo muito rápido
eu realmente não conhecia esse menino
apesar de sentar do lado dele na aula

Talvez ele precisasse de amor
ou talvez por um momento tenha
esquecido quem ele era
ou talvez ele só quisesse um abraço
por que quer que tenha sido
sei que foi porque

Nós somos, nós somos a juventude da nação

Suzy tinha só doze anos
tem a vida pela frente,
podia se tornar alguém
mas fica com os garotos ouvindo suas histórias
parece orgulhosa
mas não se respeita

Busca o amor nos lugares errados
as mesmas situações
só nos rostos diferentes
a vida dela mudou quando o pai foi embora
que pena que ele não disse
que ela merecia algo melhor

Johnny sempre era o idiota
quebrava todas as regras
só para parecer legal

Nunca pertenceu ao grupo
por mais que ele tentasse
sempre pensava em suicídio
é difícil viver quando não se tem amigos
se ele se matasse
talvez lembrassem dele

Depois de um certo ponto não há volta
expressou seus sentimentos
ao som de uma pistola

quem é o culpado pelas mortes?
pode dizer o que quiser
Isso não tira a dor

eu sinto, estou cansado de mentiras
ninguém sabe o porquê
os cegos guiam os cegos

penso que é assim mesmo
um dia irá fazer sentido?
alguém tem que saber

A vida tem que ser mais do que isto
não pode ser só o que eu achava que existia"

P.O.D

Como todos sabem gosto mto do som desses caras... realmente são cristãos q falam a verdade numa análise atual.
Tenho conhecido mtas pessoas, observado mtas vidas e aprendido mto sobre o q é viver em comunidade. Aprender a ouvir, sem querer impor algo só pra mostrar-se superior; aprender a falar usando de uma autoridade q vem do Alto e não somente daquilo q vc gostaria q fosse. Aprender a assumir os erros e os acertos. Aprender a amar.

Tenho observado a moçada ao meu redor e entendido mta coisa sobre o momento atual q o mundo vive. Pessoas sem compreensão uma das outras, impessoalidade e frieza nos relacionamentos, pluralismos de todas as formas, sincretismo religioso, convicções q num fazem a menor mudança na vida das pessoas ao redor, etc...

O q podemos esperar do cristianismo? da igreja? de nós mesmos??

Penso nisso cada vez q encontro com um "cristão desviado" q reclama da falta de amor da igreja, dos pastores, dos problemas familiares, da fé.

Apesar de crer numa eleição e em um chamado iresistível por parte de Deus para seus eleitos, sempre oro a meu Deus para que ilumine os pensamentos e os passos de toda uma galera q caminha caminhos de morte e de sombras... Peço a Ele forças e estratégias, mesmo na minha insignificância para poder ajudar, contribuir, ser aquela cidadela em cima do monte para esses q andam na noite..

É assim q imagino o Cristo, alguém disposto a ajudar, sem precisar ou pedir nada em troca, nem mesmo reconhecimento... é isso q eu imagino q as pessoas esperam dos cristãos...

pessoas como essas ilustradas na música..

pessoas normais...

pessoas.